discount

52 Semanas

Miguel César

Sinopse

Escrever sobre «52 Semanas» não ganharia sentido se não discorre-se sobre a génese, o princípio.
Nasceu no balcão de um bar; e eu que não «bebo», fazia dessa permanência um exercício de observação, aprendizagem social, diálogo, que variava de nível e sentido, com o decorrer da noite e o número de copos sorvidos pelo interlocutor.
Os textos avolumavam-se na gaveta sem que lhes encontrasse destino.
Com o passar do tempo dei-me conta que as histórias de cada um dos «habitué» do mesmo balcão, formavam um enredo, que me levaram a compilar o livro «7 Crónicas de Domingo a Domingo», a mistura das vivências dos outros na presença assídua do cronista por detrás das canecas de cerveja que deslizavam na superfície polida que lhes servia de mesa.
«52 Semanas» veio depois. Junta textos, crónicas, histórias, desesperos, ansiedades e alegrias, que mais não são que a interpretação de quem escreve da vida que o rodeia.
O título? Um parto natural. A ligação da semana, ao mês e deste ao ano, ao relógio, ao enve- lhecer, marcação, calendário que se afirma e nos domina. Viveres circulares, como o redemoinho de folhas levadas pelo vento.