Alcance editores na namaacha

Mais de 300 livros de técnicas variadas foram oferecidos ontem ά biblioteca da escola secundaria>>

Livro para a escola e comida para o povo

Mais de 300 livros de técnicas variadas foram oferecidos ontem ά biblioteca da escola secundaria da namaacha, província de Maputo.

Pretende-se com esta iniciativa, levada a cabo pela alcance editores, editora moçambicana, incentivar e promover a leitura e aprendizagem naquele estabelecimento público de ensino e contribuir para a formação de futuro quadros do pais.

No acto de recepção dos livros entre didácticos-científicos, literários e de ficção, o director da escola secundaria da namaacha, Raimundo Cuava, agradeceu a oferta e afirmo que a mesma será útil para a instituição que dirige bem como para as demais unidades escolares circunvizinhas. ‛‛Esperamos que os alunos saibam aproveitar os livros. Que este seja um incentivo ά leitura e ao desenvolvimento das suas habilidades.

Afinal, um livro só tem valor quando lido e não arrumado numa prateleira da biblioteca’’,disse Raimundo Cuave, garantindo que a sua instituição tudo fará para conservar aquelas matérias didácticos. Na ocasião, o representante daquela instituição, Pedro Rocha, apelou aos alunos para que tirem o máximo proveito do material disponibilizado, não só lendo e cultivando, como também tudo fazer para cuidá-lo da melhor forma de modo que outros alunos possam desfrutar dele. Reagindo ao gesto, os alunos da ‛‛escola da namaacha ’’ mostraram-se satisfeitos. Apelando para que mais instituições sigam o exemplo. Por exemplo, Vitória Cossa e Virgínia Mussane, de 15 anos e aluna da 10.ᵃ Classe naquela instituição de ensino, confessaram em começar a lê-lo e prometeram cuidar bem do material didáctico. Por sua vez, Jonas Simone chavanguane, de 16 anos e a frequentar a 11.ᵃ Classe, mostrou-se satisfeito com a iniciativa, congratulando o facto de, no lote, conter livros de escritoras moçambicanos que abordam igualmente o panorama literário nacional. Entretanto, para além de livros, a alcance Editores ofereceu cerca de três toneladas de milho, mais de uma tonelada de arroz e 100 litros de óleo alimentar para a população da Namaacha. Um dos distritos da província de Maputo seriamente afectado pela seca. Na sua intervenção, a administradora do distrito da namaacha, Suzete Dança, agradeceu o gesto daquela editora e afirmou que os bens farão diferença em muitas famílias dos alunos, sobretudo as que se encontram a passar dificuldades como consequência dos efeitos da falta de chuvas que afecta particularmente a zona sul do pais.

Fonte:Jornal noticia 03 de Março de 2016 pág. 19