FRAUDE ACADÉMICA

A PROVÍNCIA de Sofala declara tolerância zero nos exames deste ano, uma medida que visa pôr cobro a esta prática>>

Sofala declara tolerância zero
A PROVÍNCIA de Sofala declara tolerância zero nos exames deste ano, uma medida que visa pôr cobro a esta prática que tem sido frequente nos últimos tempos um pouco por todo o país.
O director provincial de Educação e Desenvolvimento Humano, Manuel Chicamisse, fez saber que o sector da Educação em Sofala está empenhado na sensibilização de todos os intervenientes no processo, nomeadamente examinados e gestores para não se envolverem em fraude académica. Segundo Chicamisse, decorrem nas escolas do Ensino Secundário de todos os distritos da província de Sofala palestras orientadas por inspectores e técnicos da Direcção Provincial da Educação com o objectivo de falar da fraude académica e suas consequências.
A província de Sofala tem registado nos últimos anos este tipo de situações, sobretudo nas escolas privadas.
Cerca de 300 mil alunos de vários subsistemas de ensino serão examinados a nível da província de Sofala.
Fonte:Jornal Noticias, 26 de Novembro de 2015.Pág.5