Nova escola para Matibane

UMA nova instituição de ensino foi inaugurada esta segunda-feira na localidade de Matibane>>

UMA nova instituição de ensino foi inaugurada esta segunda-feira na localidade de Matibane, posto administrativo de Anchilo, distrito de Nampula, tendo inscrito para este ano lectivo perto de 800 alunos da primeira à sétima classe.
O novo estabelecimento de ensino dispõe de um bloco administrativo, três edifícios com oito salas de aula, sanitários para alunos e professores, biblioteca, reservatórios de água potável, campos para a prática do desporto e outras condições necessárias para o curso normal das aulas.
As salas de aulas estão equipadas com carteiras e quadros pretos o que, segundo a Direcção da escola, vai melhorar o processo de ensino, que sempre enfrentou dificuldades relacionadas não só com a falta desses materiais e outros como também com o estado avançado de degradação das antigas salas de aula.
Carlos Almeida, coordenador da HELPO, uma organização não governamental que trabalha nas áreas de educação e acção social na província de Nampula, que construiu a escola em parceria com a empresa “SIEMENS”, destacou na ocasião a importância de que se reveste a entrada em funcionamento do novo estabelecimento de ensino naquela zona, porquanto os alunos passam a estudar em melhores condições e em qualquer circunstância imposta pela natureza.
Almeida acrescentou que a sua organização vai continuar a apoiar o sector da Educação e Desenvolvimento Humano naquela parcela do país, até porque, segundo ele, a HELPO já construiu e entregou novas salas de aula no ano passado em algumas escolas da cidade de Nampula que neste momento estão a fazer com que os alunos estudem em condições dignas.
Por seu turno, Rui Marques, director-geral da Siemens em Moçambique, explicou que a sua empresa apoiou a construção daquela
escola por estar consciente de que as melhores condições de ensino e aprendizagem são fundamentais para o sucesso escolar dos alunos.
O director provincial da Educação e Desenvolvimento Humano que procedeu à inauguração da designada Escola Primaria Completa de Matibane, disse que a concretização do projecto da sua construção resulta da parceria que existe entre as autoridades governamentais do país e as organizações não-governamentais envolvidas na execução de vários empreendimentos virados para o desenvolvimento do nosso país.
“Com as melhores condições criadas para o processo de ensino e aprendizagem nesta escola, o que nos resta como Governo é apelar à comunidade local, neste caso os pais e encarregados de educação, a deixarem os seus filhos irem à escola, sobretudo as raparigas. Ninguém deve deixar a sua filha casar-se sem que tenha idade para o efeito, o que significa que deve-se priorizar mais o ensino do que os casamentos prematuros”, enfatizou Nhamuwe.
Fonte:Jornal Noticias, Quinta-feira 11 de Fevereiro de 2016.Pág.5