Rede escolar cresce em Gaza

Treze novos estabelecimentos de ensino de diversos níveis entraram em funcionamento, no presente ano lectivo>>

Treze novos estabelecimentos de ensino de diversos níveis entraram em funcionamento, no presente ano lectivo, nos diferentes pontos da província de Gaza, no quadro dos esforços do Governo visando aproximar a educação para cada vez mais próximo dos cidadãos.
Dados recentemente apresentados pela directora provincial de educação e Desenvolvimento Humano, Maimuna Ibraimo, no decorrer de mais uma sessão ordinária do Governo de Gaza, em xai-xai, dão conta de que a abertura dos referidos estabelecimentos de ensino e a relação das outras escolas para os níveis subsequentes contribui, de certa maneira, para o crescimento da rede escolar na província e absorção de mais alunos.
Sobre este último aspecto, disse no geral o plano de efectivos de alunos matriculados este ano foi ultrapassado em 3,8 por cento, ao se matricularem 430.419 alunos nos diversos estabelecimentos da província de Gaza. Trata-se, segundo afirmou, de resultados que estão a merecer atenção especial por parte da instituição que dirige, através de um acompanhamento rigoroso do processo de ensino e aprendizagem em toda a extensão territorial da província.
Para o efeito, equipas da Direcção provincial da Educação e Desenvolvimento Humano realizaram, durante o primeiro semestre do presente ano, visitas de supervisores pedagógica em diversos distritos da província, nomeadamente em xai-xai, Chicualacuala, Massingir bilene, MadlaKazi e cidade capital provincial, abrangendo 58 estabelecimentos de ensino, nomeadamente 34 escolas primárias, 14 secundárias, seis núcleos pedagógicos e quatro centos de apoios e aprendizagem.
Ainda no mesmo quadro, as brigadas de supervisão assistiram 28 aulas do Ensino Primário e igual número do Secundário, segundo afirmou a directora provincial de Educação e Desenvolvimento Humano.
Por outro lado, tiveram lugar diversas sessões de capacitação de professores nas zonas de influência Pedagógica (Zip) em Coca- Missava e Inhamissa, na cidade de xai-xai, Mabalane e Tlavane, no distrito de mabalane, Chilumbele, em Mandlakazi, Canicado, em Guijá, e Ndambine 2000, no distrito de xai-xai.
Refira-se que em Mabalane, Mandlkazi e Guijá, estas actividades foram realizadas em parceria com a organização não-governamental Save the Children.
Outras acções de capacitação foram levadas a cabo, sendo que estas estiveram viradas, essencialmente, aos gestores das escolas secundárias, directores dos Serviços Distritais de Educação, Juventude e Tecnologia, bem assim aos chefes das Repartições de Educação Geral, Técnicos pedagógicos e inspectores Educacionais.
Estas capacitações, de acordo com Maimuna Ibraimo, tinham em vista a disseminação das orientações presidências, no âmbito do fortalecimento da capacidade de liderança e de gestão pedagógica, administrativa e financeira.
Por outro lado, foram promovidas diversas sessões de treinamento de 120 membros do Conselho de Escola, com o objectivo de dotá-los de conhecimentos sobre matérias ligados ao funcionamento e gestão escolar uma acção que também foi levada a cabo em parceria com a Save The Children.
Refira-se que até ao ano passado a rede escolar na província de Gaza contava com 780 estabelecimentos, número que actualmente se situa em 793 escolas de diversos níveis de ensino.