Reprovações resultam da fraca assiduidade

A fraca assiduidade dos professores e alunos, pouco interesse pelos estudos e também dificuldades de assimilação>>

A fraca assiduidade dos professores e alunos, pouco interesse pelos estudos e também dificuldades de assimilação das matérias nalgumas disciplinas por parte dos últimos constam como sendo as causas do fraco desempenho nos exames da décima e décima segunda classes no ano passado.

Os resultados do inquérito aos exames da décima e décima segunda classe do ano lectivo de 2015, apresentado ontem ao conselho de ministros, apontam igualmente que houve do lado dos professores fraco empenho, falta de motivação, indícios de corrupção e suborno e ainda incumprimento de programa.

Segundo Armindo Ngunga, vice-ministro da educação e Desenvolvimento humano e porta-voz da sessão de ontem do conselho de ministros, também há problemas que decorrem do fraco desempenho dos gestores, onde se verificam fragilidades no processo de controlo e supervisão pedagógica.

Outras constatações referem-se ao inadequado ambiente de aprendizagem, como a falta de bibliotecas e laboratórios apetrechados a altura de garantir a necessária aprendizagem ou mesmo o elevado número de alunos na sala de aulas e o excesso de disciplinas na décima classe.

O papel dos pais não e menos importante. Nota-se que todos nos, como sociedade e escola, devemo-nos empenhar para que a situação pedagógica possa se alterar. Referimo-nos, aos alunos pais, encarregado de educação, gestores, professores e a sociedade, no geral’’.

O relatório, segundo ngunga , vai ser usado como instrumento de trabalho, tendo em vista a redução do absentismo dos professores, através do dialogo permanente e sensibilização dos pais para que entendam que a escola não e o lugar onde vão depositar os filhos e voltam a reaparecer em Novembro ou Dezembro. ‛‛A educação ѐ um investimento tanto do governo como dos pais. Tem de ser uma responsabilidade partilhada entre os pais e o sector. Ainda estamos a discutir questões mais concretas relacionadas com a disponibilização de material de ensino. Ѐ Importante que os pais comprem livro para a aprendizagem dos alunos. A proibição do uso de telemóveis pode ser uma medida para ver se os estudantes se empenham ainda mais na sala de aulas ’’ , indicou. Além destes pontos, durante os trabalhos foi aprovado o decreto que transforma o fundo do ambiente em fundo de desenvolvimento sustentável.

Neste contexto, o ministro da terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural, celso correia, deu conta que se trata de um fundo com um objecto e natureza diferente e que vai fazer a ponte entre aquilo que são os desafios das desigualdade que o pais atravessa e a disponibilidade de percursos e fundos a nível internacional direccionados ao desenvolvimento sustentável que envolvem o desenvolvimento económico, ambiental também a sustentabilidade social que ѐ bastante desejada.

Segundo acrescentou, tal significa mais postos de trabalho, aumento de rendas das pessoas e protecção ambiental.

O Executivo aprovou igualmente medidas para a melhoria do ambiente de negócio no ano em curso. Que visa, sobretudo, os indicadores de competitividades internacional com vista a retirada da percepção que os investidores tem sobre o ambiente de negócios no pais.

Na área do turismo foram definidas como acções prioritárias com vista ao desenvolvimento de cinco destinos turísticos, nomeadamente quirimbas e vilankulo, onde se pode desfrutar do sol praias e cultura local, o ecoturismo no Niassa, de aventuras em gorongosa e Maputo para negócios e eventos. Pretende-se, essencialmente, transformar o sector do turismo numa indústria de paz e de progresso, criando mais posto de trabalho e aumentando a renda familiar.

Fonte:Jornal noticia. 24 De Fevereiro de 2016. Pág. 1